A pandemia do coronavírus afetou e infelizmente continua afetando a vida da grande maioria das pessoas em todo o mundo. E para aqueles que estão se recuperando da dependência química não é diferente. Talvez seja até mais difícil. Afinal, Covid-19 e dependência química já são problemas sérios, se separados. Agora, imagine ambos juntos. 

A covid-19 que atinge praticamente todas as pessoas. Alguns, com sintomas leves, ou até mesmo assintomáticos. Porém existe o chamado grupo de risco, o qual você já deve ter ouvido falar.

Entre aqueles que estão dentro do grupo de risco podemos citar as pessoas com doenças crônicas, que seus organismos não possuem capacidade suficiente para ter uma boa resposta aos efeitos do vírus. Ou seja, não conseguem responder tão bem quanto uma pessoa saudável.

Além disso, no caso da hipertensão, quando o corpo produz substâncias para se defender do vírus, essas podem deixar o coração mais fraco. Afetar o músculo cardíaco e até causar inflamação no coração, caso esteja sobrecarregado.

Com a exposição a drogas nocivas ao organismo, como substâncias do cigarro, maconha e crack, a capacidade pulmonar já é prejudicada. Favorecendo o surgimento de doenças no pulmão, como bronquite crônica e enfisema pulmonar.

Como o pulmão do dependente já está debilitado, ele corre mais riscos de desenvolver casos graves de covid-19.

Além do hábito de fumar substâncias, o consumo de opioides também podem afetar a saúde respiratória.

Além disso, as pessoas com algum distúrbio de uso de substâncias possuem maior probabilidade de enfrentar a falta de moradia ou isolamento do que as pessoas comuns.

Por isso, existe um grande desafio no enfrentamento do coronavírus em relação à transmissão para pessoas com histórico de consumo de substâncias químicas.

 

Covid-19 e dependência química: veja os principais problemas

Covid-19 e dependência química

Iremos destacar agora alguns dos principais problemas envolvendo covid-19 e dependência química. Veja, logo a seguir, quais são:

  • Pessoas com distúrbios relacionados a substâncias químicas, normalmente, estão em situação de rua.
  • A situação de rua agrava a possibilidade de higienização, medida indicada para evitar a infecção.
  • Para conseguir alimento ou dinheiro precisam do contato com outras pessoas, dando mais possibilidade de infecção.
  • Também existem menos possibilidades de se preocuparem com o isolamento social, visto que, normalmente, consomem as substâncias em grupo ou dividem itens utilizados para o consumo, como cachimbo, latas etc. O que causa o contato com gotículas nas áreas de fácil infecção (boca, nariz, olhos).
  • Dificuldade de assistência à saúde, por causa da estigmatização que pessoas dependentes químicas sofrem na sociedade, enfrentando mais barreiras ao tratamento.

Por várias razões, incluindo sociais, fisiológicas e ambientais, é necessário ficar atento e buscar ajuda para pessoas que estão nesse tipo de situação.

Ajuda da tecnologia

Um outro problema que a pandemia trouxe para aqueles dependentes químicos que estão em fase de recuperação é o medo da recaída.

Isso, por causa das reuniões presenciais feitas nos grupos de narcóticos e alcoólicos anônimos (NAs e AAs).

A saída para este problema tem sido a tecnologia. Além dos aplicativos já conhecidos como WhatsApp e Zoom, usados para reunir virtualmente os grupos através de reuniões – semelhantes às que aconteciam antes da pandemia de forma presencial – um outro app usado para reunir os NAs e AAs é o Anonymo.

o Anonymo é uma comunidade digital que ajuda pessoas na luta contra vários tipos de dependências: álcool, drogas, cigarro, jogos, comida, pornografia.

O app é gratuito e está disponível em Android e iOS. O Anonymo conta com ferramentas como 14 reuniões online durante o dia, chats disponíveis 24 horas por dia para conversar em tempo real, acompanhamento personalizado das conquistas diárias de cada usuário e frases motivacionais, entre outros recursos.

Mesmo durante a pandemia, Ache Clínicas de Recuperação continua seu trabalho, obviamente tomando todos os cuidados de higiene e segurança. Portanto, se você precisa de ajuda para vencer a dependência química ou alcoólica, entre em contato conosco!