Uma das principais funções da clínica de reabilitação é ajudar o paciente a se livrar das drogas, seja qual for o tipo de droga. Lícita ou ilícita, a instituição tem este como um dos principais objetivos.

E é justamente isso que a família – e em alguns casos o dependente – também espera da clínica de recuperação.

Mas este é apenas o primeiro passo para se ver livre da dependência química e ter uma vida mais saudável.

Superar a dependência química e/ou alcoolismo é muito mais do que simplesmente parar de consumir uma ou mais drogas específicas. No período de abstinência, o paciente pode sofrer com algumas crises.

E quando isso acontece, a clínica de reabilitação poderá ajudar a superar tais crises e evitar uma possível recaída.

Ao contrário do que muitos pensam, a clínica de recuperação não é um local que serve de punição para o dependente químico/alcoólico. Não se trata de uma prisão. Muito pelo contrário.

O centro de recuperação serve de ajuda para aqueles que precisam se libertar da dependência e sozinhos não conseguem.

Mas como já dizia um poeta da música brasileira: “disciplina é liberdade“. E para se ver livre das drogas, do vício, da dependência, é preciso muita disciplina. E é justamente aí que entra a clínica de reabilitação.

A clínica de recuperação é sinônimo de cura, renovação e liberdade. Ela representa o que seu nome sugere: recuperação, reabilitação.

Nela, o dependente químico vai para recuperar sua vida. A que ele ou ela desfrutava antes de se tornar escravo do vício, do consumo descontrolado de drogas.

Clínica de reabilitação: corpo e mente sãs

Clínica de reabilitação

As doenças da mente, também conhecidas como transtornos mentais, são relativamente novas na medicina. 

E apesar do grande avanço envolvendo descobertas sobre estes transtornos, ainda há muito para se descobrir.

Não faz muito tempo que as doenças da mente eram confundidas com desvio de personalidade ou caráter, possessão demoníaca ou qualquer outra coisa, menos doença.

Hoje, a OMS (Organização Mundial da Saúde) reconhece os transtornos mentais como doenças.

Mesmo assim, muitas pessoas não aceitam ou não entendem que a dependência química e o alcoolismo são transtornos mentais. E isso pode dificultar ainda mais o tratamento.

É comum o dependente não reconhecer seu estado como tal. A própria doença causa esse tipo de dificuldade. Mas o problema é quando a família também não entende ou não aceita que seu ente querido precisa de ajuda profissional para se livrar do vício.

A clínica de reabilitação é muito mais do que um hospital. Ela é uma segunda chance de ter uma vida de verdade.

Ela ajuda o dependente químico/alcoólico, mas também ajuda sua família ensinando como lidar com a doença durante o tratamento e também no pós-tratamento.

No caso do Ache Clínica, todas as unidades parceiras possuem um ambiente familiar, onde todos os residentes são tratados com respeito, dedicação e toda a atenção necessária.

Contamos com o apoio de profissionais especializados no combate ao alcoolismo e dependência química, atendendo às necessidades específicas de cada paciente.

Entre estes profissionais estão médicos, terapeutas, psicólogos e psiquiatras com vasta experiência no tratamento contra a dependência química e alcoolismo. Entre em contato conosco e saiba mais. Nós iremos ajudar você e sua família!