Antes de mais nada, queremos chamar a sua atenção para um detalhe importante do título desse artigo: o termo “usuário de álcool”. Neste caso específico estamos nos referindo a uma pessoa dependente do álcool, ou em outras palavras, um alcoólatra. Esclarecendo este detalhe, no decorrer deste artigo vamos falar então sobre a dificuldade de um usuário de álcool em buscar tratamento. Continue lendo para saber mais!

Primeiro esclarecemos que o usuário de álcool que mencionamos no texto é semelhante a um usuário de drogas, um dependente da substância. E não um “bebedor casual”, aquele que “bebe socialmente”.

Queremos deixar isso bem claro, pois existe uma grande diferença entre um e outro, mesmo que muitos pensem ser a mesma coisa.

Se você encontrar um desconhecido consumindo álcool, seja numa festa, num bar, ou em qualquer outro lugar, não tem como saber se é um alcoólatra ou não.

Mesmo aquela pessoa que nas festas gosta de “tomar todas”, de “beber até cair” (muitas vezes, literalmente), não é necessariamente uma pessoa dependente do álcool, ou alcoólatra.

Quando falamos em um dependente alcoólico, estamos nos referindo a exatamente isso. Uma pessoa que é dependente do álcool, ou seja, que não consegue parar de consumir a substância. Que a consome em grandes quantidades (como aquela pessoa da festa que bebe muito), mas que faz isso todos os dias, ou quase todos, que não tem um controle sobre si.

A isso damos o nome de alcoolismo. O alcoolismo é definido por consumo de grande quantidade de álcool durante um longo período de tempo e pela dificuldade em consumir poucas quantidades. É uma doença que requer tratamento.

Apenas no Brasil, são mais de 2 milhões de casos de alcoolismo por ano.

A dificuldade de um usuário de álcool em buscar tratamento: possíveis razões

A dificuldade de um usuário de álcool em buscar tratamento

Agora, falando sobre a a dificuldade de um usuário de álcool em buscar tratamento, após explicarmos sobre o alcoolismo, um dos motivos que podem impedir ou retardar a buscas por ajuda é a negação.

Por mais que possa parecer estranho, é muito comum um alcoólatra não se assumir como tal. Como o alcoolismo é um transtorno mental, é comum que muitos alcoólatras não reconheçam a doença em si mesmos.

Algo que também pode incentivar a negação do alcoolismo é a questão do álcool ser uma droga lícita, ou seja, legalizada e muito bem aceita por grande parte da sociedade.

Além da negação do próprio alcoólatra, um outro fator que pode ser considerado a dificuldade de um usuário de álcool em buscar tratamento, é a própria família. Seja por negação também, por pensar que o membro da família não precisa de ajuda profissional, ou por desistência, por tentar ajudar e o dependente não aceitar ajuda.

Uma outra questão que também pode impedir que o dependente alcoólico busque ajuda é a vergonha, o medo do preconceito dos outros.

É por isso que a família e todos os que estão próximos precisam demonstrar compaixão e paciência. E ajudar, conversando e incentivando o alcoólatra a buscar tratamento.

E falando em tratamento, você pode contar com a ajuda do Ache Clínicas de Recuperação. Nós indicamos para você as melhores clínicas de tratamento para alcoólatras em todo o Brasil. Para saber mais detalhes, entre em contato conosco!